Mamoplastia: sim ou não?

EM: 1 de fevereiro de 2017

Os seios naturalmente grandes e volumosos trazem problemas de saúde e uma queda na autoestima, afetando em vários fatores a vida da mulher. As consequências do excesso mamário vão desde dores nos ombros, pescoço, coluna e marcas profundas do sutiã. Quem tem esse tipo de mama sabe que o problema interfere até na sua rotina diária! Questões simples e prazerosas para a mulher como praticar exercícios físicos e comprar roupas acabam tornando-se um incômodo.

 

As principais causas do volume excessivo das mamas são a genética e os estímulos hormonais. Já a flacidez é causada pelo envelhecimento, perda acentuada de peso e amamentação. A mamoplastia é indicada para reduzir o volume mamário ou para corrigir a forma e a flacidez das mamas. A cirurgia deve ser realizada após o desenvolvimento total das mamas, que geralmente ocorre por volta dos 17 anos.

 

COMO É REALIZADA?

É muito importante estar em boas condições de saúde para fazer a cirurgia. Na consulta médica é realizada uma avaliação física completa e são solicitados alguns exames laboratoriais. Já a escolha da técnica cirúrgica vai depender do tamanho e do grau de flacidez das mamas. Nos casos de queda, é realizada a remodelagem das mamas. Se a mama é grande, é feita a redução do volume e se remodela o formato. Nos casos em que se deseja corrigir a flacidez e aumentar o tamanho das mamas é possível colocar uma prótese.

 

DEPOIS

Se uma das suas preocupações for a cicatriz, pode ficar tranquila. Como as incisões são realizadas na parte inferior da mama, a paciente pode usar decotes e biquínis sem medo de mostrá-la. Com o passar do tempo, elas também vão amadurecendo e ficando menos visíveis. O processo de cicatrização pode levar até alguns meses e as complicações para esse tipo de procedimento são raras, devido ao preparo realizado no pré-operatório e os cuidados oferecidos durante e após a cirurgia.

 

EU QUERO!

ESTÁ PENSANDO EM FAZER A MAMO­PLASTIA? ENTÃO, CONFIRA ALGUNS CUIDADOS QUE VOCÊ DEVE SEGUIR

 

– Programe sua vida diária e social nos dias se­guintes à cirurgia, respeitando os cuidados necessários

– A paciência e os cuidados são fundamentais no pós-operatório

– O retorno às atividades normais e ao trabalho se dá em alguns dias

– Após a cirurgia é muito importante o uso do sutiã cirúrgico, pois ele sustenta as mamas du­rante o processo de cicatrização

– A paciente também deverá evitar levantar os braços e dormir sobre os seios

– Ao longo de alguns meses você poderá ver um resultado mais natural e definitivo

– Confie no seu médico. Ele tomará todos os cui­dados necessários!

Relacionados

Cirurgia plástica em adolescentes. Deixar ou não?... É difícil encontrar um adolescente que esteja totalmente satisfeito com seu corpo. Por isso, se sua filha (ou filho) sofre demais com algo específico ...
Tudo sobre cirurgias minimamente invasivas Certamente você já ouviu falar em cirurgia plástica minimamente invasiva. Essa técnica consiste em cortes pequenos e pode ser utilizada para obter um ...
Silicone x amamentação: atrapalha? Provavelmente você já ouviu alguma mulher dizendo que não conseguiu amamentar porque colocou prótese de silicone nos seios. Mas será que isso é verdad...

Tags

Categorias


Viverno digital

Loading...